Estamos em um plano de jantar sopas variadas três vezes por semana. Haja criatividade e pesquisa para agradar ao paladar exigente dos comensais dessa casa. Quando eu consigo unanimidade até comemoro. Hoje fiz uma sopa de mandioquinha tão bonita, amarela e revigorante que a batizei de Sopa de Sol.



A mandioquinha (ou batata baroa) entrou na minha vida recentemente mas já está entre os meus cinco legumes preferidos. Segundo o site da Embrapa ela é um tubérculo originário da Cordilheira dos Andes e veio para o Brasil em mudas trazidas da Colômbia.

Batizei de Sopa de Sol por causa da cor, esse amarelo intenso. Mas depois de ver essa relação entre a mandioquinha e os povos da Cordilheira, o nome fez ainda mais sentido.

Ingredientes:

 

  1. 300 gramas de mandioquinha sem casca e picada
  2. 500 ml de água
  3. Meia cebola picada
  4. Uma colher de sopa de azeite de oliva
  5. Meio pimentão picado
  6. Uma colher de sopa de folhas de manjericão
  7. Noz moscada a gosto ( eu uso muito!)
  8. Sal a gosto
  9. Pimenta a gosto (usei Lemon Pepper)
Eu fiz assim:
  1. Não tem muito o que contar: coloquei tudo na panela pra cozinhar por uns 20 a 25 minutos (até cozinhar a mandioquinha) e depois bati com um mixer de mão. O saldo de louça suja na cozinha é mínimo.
Dicas:
  1. Os temperos são livres. Você pode fazer com salsa, coentro, alho, pimentão amarelo, é do seu jeito.
  2. Como toda sopa, fica gostosa com pedacinhos de queijo e torradas pra acompanhar.
  3. Você pode dar um toque final com creme de leite, iogurte ou requeijão – mas vou lembrando que a mandioquinha é bem calórica e o ideal é não exagerar muitos nas cremosidades.
Anúncios