Essa está na categoria “Receita fácil, efeito incrível”. Você não vai gastar mais que dez minutos (se tiver ajuda cai pra cinco) preparando essa maravilha. O trabalho maior é do forno, pois é um prato de cozimento demorado. A inspiração dessa receita veio dos antepastos da Faby, no saudoso blog Rainhas do Lar. No final eu misturei várias ideias e cheguei à fórmula ideal. Meu sangue Acciaiolli me fez apaixonada por antepastos, essas maravilhas que a gente come de entrada nos restaurantes italianos. No caso dessa abobrinha, fica perfeito também para  sanduíches, lasanhas, cobertura de pizza, crepes. Pensei também em opções sem glúten e sem lactose como no recheio de batatas assadas, de tomates, dentro de barquinhos de berinjela, um mundo de possibilidades. Fica um absurdo em uma festinha! Olha só como é fácil:

Ingredientes:

  1. Oito a dez abobrinhas (não se assuste, no final murcha muito e a receita nem rende tanto)
  2. Duas cebolas brancas
  3. Um pimentão verde
  4. Um pimentão amarelo
  5. Dois pimentões vermelhos
  6. Uma xícara de uva passa (preta ou branca, tanto faz)
  7. Meia xícara de aceto balsâmico
  8. Meia xícara da azeite de oliva
  9. Dez dentes de alho com casca (pode descascar, eu é que tenho preguiça)
  10. Sal a gosto
  11. OPCIONAL – Duas colheres de sopa de orégano
  12. OPCIONAL – Uma colher de sobremesa de pimenta calabresa (ou chimichurri, ou um pouco menos de pimenta do reino. Eu usei Merkén, essa pimenta mapuche que eu trouxe do Chile)

Eu fiz assim:

  1. Coloque o azeite e o aceto balsâmico primeiro
  2. Depois acrescente as abobrinhas, cebolas e pimentões, tudo cortado em rodelas. Misture bem, delicadamente.
  3. Acrescente o alho, as passas, o sal e a pimenta, se for usar.
  4. Leve ao forno, de baixo a médio.
  5. São mais ou menos três horas para ficar no ponto. As abobrinhas devem ficar murchas e escuras. Elas soltam água, que mistura com o aceto e o azeite, junta com o docinho das uvas e forma um sabor maravilhoso.

Dicas:

  1. Pode acrescentar alcaparra, azeitona, ervas, o que você quiser.
  2. Dê uma olhada no forno de tempos em tempos, para misturar um pouco os ingredientes.
  3. Se usar uma forma anti-aderente, é bem melhor.
  4. Em vidro esterilizado, pode ficar até uma semana na geladeira.
  5. Deixe para fazer no dia em que for assar outros pratos salgados no forno. É muito, muito demorado. Mas vale cada segundo!

Anúncios